Bem-estar

04/07/2016 08h00

Tá frio, mas quero brincar!

Saiba como proteger suas crianças nos dias mais frios, sem comprometer sua rotina de estudos e brincadeiras.

Por Nosso Bem Estar

Arquivo Nosso Bem Estar
Frio

Se você está preocupada e deseja proteger a saúde das crianças no inverno, a principal atitude é manter portas e janelas abertas, para promover a ventilação nos ambientes

O inverno se aproxima e, com ele, a preocupação de muitas mães de que seus filhos fiquem doentes. Hoje vamos dar dicas de como proteger as crianças no inverno, para que elas possam estudar e brincar com saúde. Confira!

As oscilações de temperatura e de umidade do ar são propícias para o surgimento de enfermidades em pessoas de todas as idades. O tempo mais seco e frio aumenta a concentração de poluentes no ar. Esse fator é favorável ao surgimento de doenças respiratórias, como bronquite, asma, gripe, resfriado, sinusite e pneumonia. Os principais vilões são os vírus da gripe e resfriados, que são transmitidos por gotículas no ar.

Doenças em crianças

Todos nós podemos contrair essas doenças, mas as crianças estão no grupo de risco porque frequentam a escola diariamente, onde entram em contato com vírus e bactérias transmitidos por seus colegas de sala. Os ambientes normalmente ficam fechados, ocasionando a disseminação das infecções no ar.

Como fazer a prevenção

Se você está preocupada e deseja proteger a saúde das crianças no inverno, a principal atitude é manter portas e janelas abertas, para promover a ventilação nos ambientes. As mãos devem ser lavadas com frequência, principalmente antes das refeições. Se possível, use também álcool gel, para completar a higienização.

Mantenha em dia a manutenção dos condicionadores de ar, para que os aparelhos não acumulem fungos, bactérias e poeira. Essa precaução deve ser estendida também ao equipamento do carro, se houver. Tomar essa simples atitude diminui os riscos de crises de rinite, comuns nos dias mais frios.

As extremidades do corpo (pés, mãos, cabeça) também devem ser protegidas quando houver grande queda de temperatura. Portanto, é importante colocar meias, luvas, cachecol, toucas e gorros nas crianças. Isso é essencial para evitar a perda de calor, que começa nessas regiões do corpo. Manter-se aquecido é fundamental.

Aumento de imunidade

Também se recomenda que a imunidade das crianças esteja alta, para torná-las menos propícias a ter doenças de inverno. A grande arma se chama alimentação balanceada e saudável, pobre em gorduras e açúcares.

Alimente seu filho com alimentos ricos em vitaminas B, C e D, ácido fólico e sais minerais. Tempere seus pratos com cebola, alho e alecrim e ofereça um iogurte por dia. Para aquecer seu filho à noite, faça uma sopa de legumes e verduras. Outra opção leve são legumes e verduras com carne (peixe, frango ou carne bovina).

Para manter a saúde das crianças em dia no inverno, também é importante fazer com que bebam muito liquido, especialmente água, chás, água de coco e sucos de fruta natural.

Algumas dicas de lanches para aumentar a imunidade das crianças:

  • Salada de frutas com uva Niágara, laranja, maçã e morango;
  • Cereal matinal com iogurte, frutas e um acompanhamento (flocos de aveia, granola, castanha-do-pará ou nozes);
  • Coalhada com mel e frutas.

Outras precauções

Se possível, mantenha a temperatura de sua residência entre 18 a 21 graus. Assim, a diferença com relação ao ambiente externo não será tão significativa.

O banho deve ser morno, para não remover camadas protetoras de pele. Mantenha-a sempre hidratada, especialmente mãos, pés, rosto e lábios. Prefira colocar várias camadas de roupa ao invés de apenas uma peça mais grossa.

Quando a doença se instalou

Porém, se mesmo com esses cuidados seu filho ficar doente, continue com essas atitudes e procure um profissional de saúde. Para facilitar a cura, temos uma sugestão.

Medicamentos fitoterápicos mucofluidificantes, ou seja, que tornam o muco menos viscoso, facilitando sua eliminação, são boas soluções para crianças, idosos e gestantes. Os melhores são feitos com abacaxi e mel e não geram efeitos colaterais. Além disso, facilitam a absorção de antibióticos, quando indicados para gripe ou outras doenças respiratórias.

Também há fitoterápicos à base do extrato seco de Hedera elix, uma planta excelente para doenças pulmonares. O remédio age como expectorante e broncodilatador, fazendo com que os pequenos respirem melhor em casos de infecções.

Não deixe que seu filho seja impedido de fazer atividades ao ar livre. Proteja-o e deixe-o aproveitar os dias frios com saúde!

X