Saúde Integral

18/11/2015 08h08

A Boa Visão

A saúde ocular é importante em todas as fases da vida, sendo assim, é fundamental ter alguns cuidados com os olhos

Por Nosso Bem Estar

Arquivo Nosso Bem Estar
Boa vis%c3%a3o

Confira alguns cuidados fundamentais para a saúde dos olhos

Nossos olhos trabalham sem parar. Grande parte da nossa comunicação não verbal vem da maneira como conseguimos nos expressar por meio deles, refletindo nosso humor e, até certo ponto, nossa saúde e nosso bem-estar. Confira alguns cuidados fundamentais:

  • Lave sempre as mãos para evitar contaminação ao levá-las aos olhos;
  • Utilize óculos de sol com proteção UVA com frequência;
  • Controle fatores como açúcar no sangue, função da tireoide, excesso de gordura sanguínea, peso e função renal;
  • Tenha uma alimentação variada, sem deixar faltar alimentos ricos em zinco (carnes, sementes), vitamina A (alimentos alaranjados e avermelhados) e DHA (peixes, linhaça).

 

Alterações oculares mais comuns

Ceratocone

A principal causa de transplante de córnea no Brasil é caracterizada pelo afinamento e encurvamento progressivo da córnea, ou seja, ela vai assumindo a forma cônica com o passar do tempo. Pode ficar aparente a partir dos 20 anos e evoluir entre 30 e 40 anos, quando normalmente se estabiliza.

Os primeiros sintomas da doença são dificuldade de enxergar à distância, aumento progressivo de astigmatismo, dores de cabeça e fotofobia. É preciso atentar para coceira nos olhos – cerca de 1/3 das pessoas com ceratocone (adultos ou crianças) tem alergia ocular. Não existe prevenção, mas o tratamento é possível com o uso de óculos ou lentes de contato específicas e cirurgia para correção dos altos graus de miopia e astigmatismo.

Miopia

Toda imagem que observamos deve ser focada diretamente na retina, porém, na miopia a imagem visual é focada à frente dela, causando a distorção para enxergar de longe.

Ao perceber dificuldade de enxergar à distância, dores de cabeça ou cansaço ocular, procure um oftalmologista. O tratamento é simples: uso de óculos com lentes divergentes, lentes de contato ou cirurgia.

Hipermetropia

Se na miopia a imagem é focada na frente da retina, na hipermetropia o problema é o contrário: a imagem é focada atrás dela, resultando em dificuldade de enxergar de perto.

Ler, enxergar objetos próximos ou realizar tarefas do dia a dia pode ser difícil para quem tem hipermetropia. Procure um oftalmologista assim que perceber essas dificuldades! A correção da visão é possível com o uso de óculos com lentes convergentes, lentes de contato ou cirurgia.

Astigmatismo

Causado pela irregularidade da córnea, o astigmatismo afeta a chegada dos raios de luz na retina, distorcendo a imagem. O foco tem diferentes profundidades por conta da diferença entre as curvaturas da córnea ou do cristalino, ou seja, afeta a visão tanto de longe quanto de perto. A correção é feita com o uso de óculos, lentes de contato ou cirurgia.

Presbiopia

É a conhecida “vista cansada”, caracterizada por dificuldade para enxergar de perto. Afeta principalmente pessoas após os 40 anos. Faz parte do envelhecimento e não há como evitá-la, a não ser mantendo uma vida com alimentação equilibrada e bons hábitos. Até os 50 anos, a presbiopia afetará alguém em algum grau.

Estrabismo

A alteração é caracterizada pelo desalinhamento dos eixos dos olhos. Pode ser constante, acontecer de vez em quando, em um ou nos dois olhos ao mesmo tempo, ou apenas em certos momentos (em fotografias, por exemplo).  

O estrabismo pode ser causado por diversos fatores que afetam o funcionamento harmônico dos seis pares de músculos que controlam o movimento dos olhos. Alguns tratamentos, como aplicação de colírios, uso de óculos e exercícios para fortalecer os músculos oculares podem ser feitos inicialmente. Caso o estrabismo permaneça, a cirurgia pode ser recomendada.

Glaucoma

O glaucoma não é apenas uma doença ocular, mas, sim, um grupo de doenças que resulta em danos progressivos e irreparáveis ao nervo óptico.  As causas ainda não são totalmente compreendidas, porém sabe-se que o aumento da pressão dentro do olho pode ser associado à lesão do nervo óptico.

Os sintomas são variados. Em alguns casos não são percebidos pelo indivíduo até começar a perder a visão. O importante é ficar atento a qualquer mudança, como dores locais, olhos vermelhos, nebulosidade, sensibilidade à luz, lacrimejamento etc.

Catarata

A doença é caracterizada pela opacidade no cristalino, resultando em menor entrada de luz nos olhos e diminuição da visão. Muitos fatores podem iniciar ou acelerar o desenvolvimento da catarata, por exemplo, o fumo, diabetes e outras doenças.

E você, dá a devida importância aos cuidados com os olhos?

 

 

X