Crescimento pessoal

30/10/2013 13h16

Como aumentar a sua qualidade de vida

Reformulando a rotina é possível ter mais bem-estar com poucos recursos

Por Nosso Bem Estar

YARRUTA/ISTOCKPHOTO/NBE
Como ter mais qualidade de vida

“Ser feliz e saudável”, prega o consultor de empresas em gestão de qualidade de vida Leandro Buso. “Transformar o mundo a partir da própria transformação”, defende a médica e escritora paraibana Clotilde Tavares. “Viver no presente e valorizar as pequenas coisas”, receita Branca Maria Sampaio, pedagoga e consultora empresarial. “Estar de bem com a vida pessoal e profissional”, sentenciam 35% dos entrevistados na pesquisa da UniCarioca sobre o tema.

O designer de joias Lisht Marinho é uma dessas pessoas que em certo momento achou que não estava vivendo da melhor maneira que podia e implantou um punhado de mudanças. Embora a profissão continue ocupando mais de 50% de seu tempo, ele não se sente trabalhando tanto. Aos 32 anos, casado com Adriana Chamoun, de 28 anos, e pai de Alexia, de 3 anos, e Lisht, de 9 meses, o designer passou a nadar uma hora todas as manhãs, fazer musculação, tomar café com a família e às vezes ir à praia com os filhos antes de trabalhar.

“É preciso ver a hora certa para fazer as coisas. Comecei a trabalhar cedo, ainda na faculdade. Meus amigos viajavam de férias e eu continuava trabalhando. Depois que nasceram meus filhos, vi que tinha que dividir mais o meutempo. E estou fazendo sem prejuízo profi ssional”, conta Lisht. “Trabalhar menos não significa render menos. Às vezes é o contrário: se você se ocupa de coisas que te dão equilíbrio, toma-se mais criativo.”

Autora do livro “A magia do cotidiano - Como melhorar sua qualidade de vida”, Clotilde Tavares constata hoje um desejo crescente das pessoas por uma vida melhor. E para isso elas tentam de tudo, de tratamentos miraculosos a coisas mais simples. “E não raramente são essas últimas que funcionam. Nada pode ser obtido miraculosamente: tudo é resultado da prática diária.”,
afirma.

Pequenas grandes atitudes:

PLANEJAMENTO - O primeiro passo para mudar de vida é aprender a planejar o que se quer. Segundo Branca Sampaio, há muito preconceito com relação a planejar: “Muita gente acha que isso amarra a vida, põe tudo numa camisa-de-força. Mas não é bem assim. O bom planejamento é flexível, permite que se mude o rumo conforme surjam novos elementos”.

EQUILÍBRIO - Dividir bem o seu tempo entre as muitas atividades que você precisa e gostaria de realizar é fundamental para o bem-estar. E a vida de cada um é ímpar, por isso o peso de cada atividade será diferente, afirma Mônica Portella. Não se sinta obrigado a dar a maior parte do seu tempo ao trabalho ou à família, por exemplo, só porque alguém te cobra isso. Dê a cada atividade o que você acha que ela merece. Mas dê levando em conta a qualidade de sua vida não apenas formalmente.

AUTOCONHECIMENTO - Qualidade de vida não é algo externo, mas interno, ensina Leandro Buso.  Busque em você as respostas para o que poderá dar mais qualidade ao seu dia a dia. As pessoas que conseguem implementar essas mudanças são as que encaram os desafios de forma positiva, com a lente na solução e não no problema. Quem sabe essa mudança começa hoje?

CONSTRUÇÃO - Definidas quais são as suas prioridades, comece a construir uma vida conforme essas resoluções. Mas não invista em soluções mágicas e sim numa prática diária que fortaleça as suas escolhas e o ajude a lidar com as emoções e o estresse, que sempre continuará existindo, lembra Clotilde Tavares, mas não terá mais o poder de paralisá-lo. 

MANUTENÇÃO - Por fim cuide de manter tudo o que você conquistou, como a amizade dos seus amigos. Já ligou para algum deles hoje para saber se está bem?

Fonte: Jornal Bem Estar

 

X