Bem-estar

07/11/2016 08h00

Do que você se alimenta?

A transformação da alimentação passa por mudanças de hábitos, introdução de novos alimentos à rotina da família, consciência sobre a origem e reflexos do consumo ou uso de cada alimento

Por Zeca Berti

Arquivo Nosso Bem Estar
Alli

A transformação da alimentação passa por mudanças de hábitos, introdução de novos alimentos à rotina da família

Durante meus 27 anos de trajetória, atividade e envolvimento com Alimentação Natural e Consciente, uma pergunta se repetiu inúmeras vezes, e me foi feita por muitas pessoas, nas mais diversas situações. Em meus cursos ou nos eventos em que eu promovo a alimentação, nos retiros nos quais eu atuo como chefe de cozinha ou em minha banca da Feira Livre em São Leopoldo, a questão que se repete é “o que posso fazer para introduzir uma alimentação mais saudável em minha casa?”, ou, “como posso mudar a alimentação da minha família?”.

Não são perguntas fáceis ou simples de responder. A transformação da alimentação passa por mudanças de hábitos, introdução de novos alimentos à rotina da família, consciência sobre a origem e reflexos do consumo ou uso de cada alimento... Mas, principalmente, essa transformação requer sensibilidade, paciência, constância e simplicidade.

Quero inspirar você a resgatar essa simplicidade na alimentação, além de auxiliá-lo a dar os primeiros passos nesse processo transformador. Esta transformação vai levar mais qualidade e sabor para a mesa da sua família.

Foi na juventude, nos anos 80, que comecei a me questionar sobre a alimentação. No entanto, essa relação mais estreita com a alimentação já vinha da família. Somos seis irmãos, e minha mãe preparava todos os alimentos em casa, com cuidado e atenção a cada detalhe, de modo a satisfazer a todos os filhos. Enquanto isso, meu pai mantinha uma horta caseira no quintal, repleta de variedades, de onde proviam alimentos frescos do nosso dia a dia.

Essa realidade me levou a um questionamento, o mesmo que quero fazer para você. Já parou para pensar por que você se alimenta? Por que come? Por que escolhe isto ou aquilo?

São inúmeras as possibilidades de interpretar e entender a alimentação natural. No entanto, ela é somente a busca do próprio equilíbrio e da harmonia em relação às leis naturais. A alimentação natural tem a ver com a intuição e não com regras rígidas.

Desde muito pequeno nos são oferecidos alimentos que nos colocam à boca sem muito entendimento. As ofertas são muitas, seja através dos meios de comunicação, ou dos restaurantes, mercados... Mas, te convoco a responder uma pergunta: “Do que você realmente precisa”?

A história da humanidade se passou por vários tempos. Para uma parcela significativa da população, o problema foi e tem sido a alimentação escassa, isto é, a pouca ou a falta de comida. Enquanto isso, sempre há uma minoria que a tem em excesso. Atualmente, não apenas excesso, mas um tipo de alimentação que se tornou um experimento radical e mal-sucedido de adaptação humana. Trouxe mais problemas e doenças do que benefícios.

O mais importante é estarmos conscientes de tudo que ingerimos, e mantermos em mente os muitos benefícios de uma alimentação equilibrada. Isto significa prestar atenção e ser cuidadoso ao escolher, preparar e comer o alimento, e permanecer consciente dos efeitos posteriores do que ingeriu.

Nos dias atuais, a mídia tem um papel importantíssimo na formação dos hábitos alimentares. A intensa oferta de alimentos industrializados e artificiais molda paladares e ajuda a expandir um projeto de alimentação que pouco contribui para a saúde do corpo e da mente de quem o consome.

A busca pelo equilíbrio na alimentação inicia com estas indagações, as quais darão clareza e consciência à pessoa que pretende transformar sua vida. Fazer a si mesmo esses questionamentos e promover a mudança pessoal marcam os primeiros passos para transformar a alimentação da sua família. Lembre-se que você deve ser a referência dos demais, o exemplo a ser admirado e seguido.

Um grande segredo para promover qualquer transformação alimentar é acrescentar, aos poucos, novas opções de receitas às suas refeições. A escolha cuidadosa desses alimentos é essencial para promover a mudança e estimular o consumo dessas novidades culinárias.

Ao promover a conscientização da sua própria alimentação, você permite que os demais membros da sua família tenham a oportunidade de experimentar, pouco a pouco, os novos elementos postos à mesa. Você estará dando a oportunidade de observar o exemplo (o seu), tendo opção de provar, conhecer, saborear e descobrir sem nenhuma pressão.

“O que você come afeta sua mente”!
Osho : “O Livro da Cura – da Medicação para a Meditação”.

Comece a dialogar de verdade com aqueles ingredientes e alimentos que vão fazer parte de sua vida. Use a criatividade e a intuição. Elas dão receitas melhores do que qualquer livro de culinária. Resgate a simplicidade de viver!

Zeca Berti promove cursos e eventos sobre a alimentação

X