Saúde Integral

18/10/2016 09h00

TFT, a Terapia do Campo do Pensamento

Equilibra as emoções e pode curar muitos transtornos e doenças

Por Nosso Bem Estar

Arquivo Nosso Bem Estar
Tft

A TFT, Terapia do Campo do Pensamento (a sigla vem do inglês Thought Field Therapy), associa a mente e o corpo na busca pelo equilíbrio emocional

Se você busca pelo equilíbrio emocional e quer encontrar uma harmonia nos seus sentimentos, é um forte candidato a usufruir dessa terapia que tem, em média, 90% de sucesso no tratamento de vários transtornos emocionais, como depressão, síndrome do pânico, ansiedade ou compulsão alimentar. 

Além do resultado satisfatório, é um processo prático, indolor, não invasivo e pode levar à cura de doenças físicas resultantes dos transtornos emocionais. 

O que é TFT?

A TFT, Terapia do Campo do Pensamento (a sigla vem do inglês Thought Field Therapy), associa a mente e o corpo na busca pelo equilíbrio emocional, e pessoas que estão sofrendo de algum transtorno podem se beneficiar dela. 

A terapia é aplicada simultaneamente a uma lembrança negativa. É comum ouvirmos que pensamentos negativos fazem mal à saúde, certo? Em contrapartida, os positivos trazem melhoras, muitas vezes, são essenciais para o sucesso de um tratamento. 

A TFT busca reequilibrar o campo energético do corpo identificando qual é o pensamento negativo que promoveu o desequilíbrio. No momento em que o identifica, regulariza-se o fluxo com batidas nos pontos dos meridianos de energia, que são os canais que conectam a superfície do corpo com os órgãos internos e transportam a energia pelo corpo.  

História da TFT 

A TFT, Terapia do Campo do Pensamento, foi desenvolvida pelo psicólogo americano Roger J. Callahan, em 1979, após atender uma mulher chamada Mary que tinha fobia de água desde criança. Sem obter resultados nos tratamentos convencionais, o psicólogo resolveu mudar a sua estratégia. Ele lembrou que os chineses utilizavam há mais de cinco mil anos os pontos de meridianos para reequilibrar o fluxo energético do corpo, e resolveu levar a técnica para a realidade do seu consultório. 

A paciente tinha fortes dores de estômago quando pensava em água. Como o meridiano do estômago na medicina chinesa começa logo abaixo dos olhos, o Dr. Roger pediu para que a paciente batesse com os dedos na região enquanto pensava em água. Cumprindo a ordem, ela se surpreendeu por deixar de sentir a sensação ruim no estômago. Dessa forma, foi curada da fobia e Dr. Roger Callahan desenvolveu e nomeou a técnica.

Ela chegou ao Brasil por meio do terapeuta Leandro Percário, fundador do Instituto TFT Brasil. Os primeiros terapeutas formados no país foram instruídos pelo desenvolvedor da técnica. Atualmente, Joanne Callahan, viúva do Dr. Roger, é a maior autoridade mundial em Terapia do Campo do Pensamento. O fundador da técnica faleceu em 2013. 

Como funciona a TFT?

Como você viu, a TFT atua estimulando os pontos meridianos por meio de batidas feitas com as pontas dos dedos, também chamadas de tappings. A medida que esses pontos são estimulados com as batidas, a carga emocional negativa é dissolvida e a energia do corpo volta a fluir.

Na TFT, é muito importante seguir uma sequência específica para cada problema emocional, denominada de algoritmo. Com a emoção negativa surgindo, inicia-se o processo de limpeza emocional.

Antes das batidas: pontuação de 0 a 10

Após ativar a emoção negativa (e antes de iniciar as batidas nos meridianos) o paciente deve quantificar, em uma escala de 1 a 10, os sentimentos que estão aflorados. Só então é que se inicia a sequência de batidas nos pontos meridianos específicos.

A pontuação serve como uma forma de medir o resultado da TFT porque, a medida que o paciente passa pelo tratamento, a carga emocional negativa tende a diminuir. O que antes era uma emoção com pontuação 10, por exemplo, vai diminuindo até que, com a evolução do tratamento, o paciente consiga qualificar a emoção como negativa.

Para quem é indicada a TFT? 

A terapia é indicada para quem sofre de problemas diversos, tais como:

  •          Depressão;
  •          Síndrome do pânico;
  •          Ansiedade;
  •          Traumas e abusos sexuais;
  •          Medos e fobias;
  •          Dores físicas e alergias;
  •          Hipertensão e diabetes
  •          Doenças cardíacas e problemas pulmonares;
  •          Insônia;
  •          Pensamentos obsessivos, TOC;
  •          Compulsão alimentar e problemas de autoestima;
  •          Vergonha, timidez excessiva;
  •          Luto;
  •          Problemas familiares;
  •          Fadiga crônica, fibromialgia;
  •          Alcoolismo e outros vícios, entre outros.

 

Diferenças da TFT para a EFT

Não confunda a TFT com a técnica adaptada por Gary Craig, chamada EFT, Técnica de Libertação Emocional. A EFT é como um resumo da TFT e trata todos os tipos de transtorno em uma sequência única e padronizada de batimentos.

A EFT é mais eficaz em casos mais simples e é prática, qualquer pessoa pode realizar. Porém, podem ser necessárias várias rodadas até que se consiga chegar ao resultado esperado. Há casos em que os meridianos estão bloqueados pela presença de toxinas no corpo do paciente, algo que só uma neutralização pode resolver. Para isso, é preciso um estudo mais avançado de TFT.

X